Cuidado com o leão! 60% dos contribuintes ainda não declararam o Imposto de Renda

O prazo de entrega do Imposto de Renda 2024 vai até as 23h59 de 31 de maio. Quem enviar depois da data limite pagará multa de R$ 165,74 ou 20% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

Redação Guarulhos Todo Dia

redacao@guarulhostododia.com.br

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Publicado em 23/04/2024 às 18:12 / Leia em 2 minutos

Até esta terça-feira (23), a Receita Federal recebeu 17.337.749 declarações do Imposto de Renda 2024, o que equivale a 40,3% do esperado para este ano. Ou seja, quase 60% dos contribuintes ainda têm pendências com o leão. Os dados foram publicados pela Agência Brasil. O prazo de entrega vai até as 23h59 de 31 de maio. Quem enviar depois da data pagará multa de R$ 165,74 ou 20% do imposto devido, prevalecendo o maior valor.

Segundo a Receita Federal, 75,7% das declarações entregues até agora terão direito a receber restituição, enquanto 13,8% terão que pagar Imposto de Renda. Outros 10,4% não têm imposto a pagar nem a receber.

A maioria dos documentos foi preenchida a partir do programa de computador (78,5%), mas 12,1% dos contribuintes recorrem ao preenchimento online, que deixa o rascunho da declaração salvo nos computadores do Fisco (nuvem da Receita), e 9,4% declaram pelo aplicativo Meu Imposto de Renda.

Um total de 41% dos contribuintes que entregaram o documento à Receita Federal usaram a declaração pré-preenchida, por meio da qual o declarante baixa uma versão preliminar do documento, bastando confirmar as informações ou retificar os dados. A opção de desconto simplificado representa 57,3% dos envios.

A expectativa da Receita é que sejam recebidas 43 milhões de declarações neste ano, número superior ao recorde do ano passado, quando o Fisco recebeu 41.151.515 documentos.

LEIA TAMBÉM -> Grupo que controla shopping abandonado da Vila Fátima não desistiu do empreendimento

Quem precisa declarar o IR?

Em 2024, a declaração do Imposto de Renda teve algumas mudanças, das quais a principal é o aumento do limite de rendimentos que obriga o envio do documento por causa da mudança na faixa de isenção. O limite de rendimentos tributáveis anuais que obriga o contribuinte a declarar subiu de R$ 28.559,70 para R$ 30.639,90.

Em maio do ano passado, o governo elevou a faixa de isenção para R$ 2.640, o equivalente a dois salários mínimos na época. A mudança não corrigiu as demais faixas da tabela, apenas elevou o limite até o qual o contribuinte é isento.

*Com informações da Agência Brasil

Compartilhe

Siga o Guarulhos Todo Dia

Siga no Google News

SAIBA O QUE FAZER

Fios soltos, caídos e emaranhados nos postes de energia: um problema em Guarulhos

O preço tá bom?

Frio reduz consumo de verduras e legumes e isso baixa os preços. Aproveite!

DADOS DA ANAC

Aeroporto de Guarulhos movimentou 36% dos passageiros do Brasil no 1º semestre

DIÁRIA CARA

Sob risco de leilão: 7.889 veículos estão apreendidos em pátios do Detran em Guarulhos

O preço tá bom?

Feijoada vai bem nesse frio? Então não esqueça da couve manteiga. O preço está bom.

DROGAS INGERIDAS

Cresce o número de prisões de “mulas” do tráfico no Aeroporto de Guarulhos

AGENDA GUARULHOS

Festa julina do Bosque Maia vai até dia 21; confira preços das atrações e comidas

VEJA OS VALORES

Aeroporto de Guarulhos terá tarifas de embarque e conexão mais caras a partir de agosto

ÁGUA NA BOCA

Guia: 9 pizzarias bem avaliadas em Guarulhos; cidade tem paixão por pizza!

BOTA CASACO, TIRA CASACO

São Paulo registra a tarde mais fria do ano: 13 graus. Mas o tempo vai mudar…

TRABALHO

Latam está com vagas de emprego abertas no Aeroporto de Guarulhos

VIAGEM E PASSEIO EM SP

O preço médio da diária em hotéis e pousadas de Campos do Jordão em 2024