Os 5 sintomas mais comuns de quem pega dengue em Guarulhos

Guarulhos já registrou mais de 63 mil casos de dengue no ano. A partir desta segunda (27), onze bairros da cidade serão visitados por agentes do Centro de Controle de Zoonoses.

Vinícius Andrade

redacao@guarulhostododia.com.br

Imagem de trabalho de combate à dengue em Guarulhos (Foto: Divulgação/PMG)

Publicado em 25/05/2024 às 17:55 / Leia em 2 minutos

O boletim mais recente de arbovirores, divulgado pela Prefeitura de Guarulhos nesta semana, indica os cinco sintomas mais comuns de quem é contaminado pela dengue na cidade, que já registrou 63 mil casos e 68 mortes por causa da doença em 2024. Mais de 90% dos moradores tratados no município tiveram febre, 85% reclamaram de dor de cabeça (cefaleia) e 81% sofreram com dores musculares (mialgia). Fechando o top 5, náusea (52%) e dor nas costas (44%). Lembrando que um mesmo paciente pode apresentar diferentes sintomas.

Ainda segundo o relatório, 96,3% das pessoas tratadas em Guarulhos conseguiram a cura, 3,6% ainda estão em recuperação e 0,1% dos diagnosticados morreram.

Apesar da chegada do outono, estação em que a incidência do vírus transmitido pelo Aedes aegypti costuma diminuir, a situação na cidade ainda é bastante grave. Tanto é que, a partir desta segunda-feira (27), 11 bairros do município receberão visitas de agentes de combate a endemias do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Prefeitura.

Combate à dengue em Guarulhos

Vila Carioca, Jardim Lenize, Cumbica, Vila Flórida, Jardim Maria Dirce, Cocaia, Morros, Parque Mikail, Jardim Ponte Alta, Jardim Acácio e Jardim Paraíso serão atendidos dessa vez. O objetivo é intensificar as ações de combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya, o que inclui a eliminação de criadouros e a nebulização em residências.

O trabalho consiste em orientação e remoção de criadouros onde há casos positivos e suspeitos. Visitas casa a casa são realizadas diariamente como medida de prevenção, das quais também participam os agentes comunitários de saúde, que, além dos locais e objetos já citados, verificam ralos, calhas e até atrás da geladeira, onde está localizada a bandeja de degelo, para eliminar os focos de água parada.

Além disso, também há o processo de nebulização com o inseticida Cielo-ULV, desde que observados os fatores climáticos e ambientais (como chuvas, relevos, vegetação), além dos critérios epidemiológicos, conforme orientação e autorização do Ministério da Saúde para a eliminação do inseto.

Compartilhe

Siga o Guarulhos Todo Dia

Siga no Google News

LINHA 19-CELESTE

Projeto do Metrô em Guarulhos inclui túnel na Paulo Faccini com a Tiradentes

DIÁRIA CARA

Sob risco de leilão: 7.889 veículos estão apreendidos em pátios do Detran em Guarulhos

O preço tá bom?

Feijoada vai bem nesse frio? Então não esqueça da couve manteiga. O preço está bom.

DROGAS INGERIDAS

Cresce o número de prisões de “mulas” do tráfico no Aeroporto de Guarulhos

AGENDA GUARULHOS

Festa julina do Bosque Maia vai até dia 21; confira preços das atrações e comidas

VEJA OS VALORES

Aeroporto de Guarulhos terá tarifas de embarque e conexão mais caras a partir de agosto

ÁGUA NA BOCA

Guia: 9 pizzarias bem avaliadas em Guarulhos; cidade tem paixão por pizza!

BOTA CASACO, TIRA CASACO

São Paulo registra a tarde mais fria do ano: 13 graus. Mas o tempo vai mudar…

TRABALHO

Latam está com vagas de emprego abertas no Aeroporto de Guarulhos

VIAGEM E PASSEIO EM SP

O preço médio da diária em hotéis e pousadas de Campos do Jordão em 2024

O podcast do GTD

A greve que não houve, a verba polêmica e muito mais, em A Semana em Guarulhos

DICA NA CIDADE

Museu do Videogame em Guarulhos: Tudo sobre o evento no Internacional

EM CARTAZ

Quanto custa o ingresso do cinema em Guarulhos? Veja os preços